(51) 3019-0115

abensur@abensur.com.br

Facebook Abensur
Previdência privada pode atingir R$ 330 bi

Por Carolina Oms | De São Paulo

O mercado de previdência privada cresceu 32% no primeiro semestre deste ano, com uma captação de R$ 33 bilhões no período, segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi). A entidade estima um crescimento de 25% para os ativos sob gestão no ano de 2012, chegando a R$ 330 bilhões em ativos administrados.

Segundo o vice-presidente da Fenaprevi, Osvaldo Nascimento, o mercado tem potencial para continuar se expandindo, já que a maioria da população brasileira ainda conta somente com a previdência pública, o que deve mudar com as reformas das previdência. "O crescimento robusto da previdência privada para as classes D e está muito ligado às reformas previdenciárias", avalia.

Para o diretor-presidente da Bradesco Vida e Previdência, Lúcio Flávio Oliveira, as diversas possibilidades de uso da previdência privada também devem continuar atraindo novos clientes. "Hoje o plano de previdência serve como instrumento de poupança para atender várias necessidades que uma pessoa tem no desenvolvimento da sua vida, como a compra de uma casa, o casamento da filha, uma temporada de estudos no exterior", exemplifica.

Nascimento e Oliveira avaliam que a queda da taxa de juros será benéfica para o crescimento da indústria, apesar de aumentar as dificuldades para os fundos atingirem suas metas de rentabilidade. "O juro baixo torna visível as vantagens de um investimento de longo prazo como esse, fazendo com que o investidor perceba que é possível maximizar seu patrimônio por meio da previdência complementar", afirma Nascimento.

Esse movimento, no entanto, não deve necessariamente provocar uma queda nas taxas de administração e de carregamento dos planos. "Houve uma queda, mas não necessariamente o preço é determinante, também importa o valor agregado ao produto", pondera Nascimento.

Os poupadores individuais foram os principais responsáveis pelo aumento das aplicações no primeiro semestre deste ano, com aportes de R$ 28,6 bilhões uma, alta de 36,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Liderando a arrecadação, a Bradesco Vida e Previdência tem 30% do montante captado no semestre, seguida de perto por Brasilprev, com 24,2%, e Itaú Vida e Previdência, com 24,7%. Não entram nessa conta as contribuições a fundos de previdência fechados, caso dos fundos de pensão de empresas, exclusivos dos funcionários das companhias.

Fonte: Valor Econômico
Rua Felipe de Oliveira, 271 – CEP: 90630-000 – Porto Alegre – RS / Brasil
Fone (51) 3019-0115
goInternext
Para dificuldades na visualização do site, por favor verifique as últimas atualizações do seu navegador (browser).